WERE TAKING OVER THIS TOWN!Pantera do Começo ao fim

Em 1981 os irmãos Vinnie Paul e Dimebag fundam o PANTERA, ao lado do baixista Rex Brown e Terry Glaze nos vocais. Mesmo antes de terem idade para entrarem em bares o PANTERA já dominava o circuito regional de musica. O inicio da banda (que a maioria dos fans, prefere não lembrar) trazia muito a aparência e influencia de glam metal.Mas em meados de 1986 fortemente influenciados por bandas como Slayer, o PANTERA sentiu a necessidade de uma mudança radical que se tornaria decisiva para o sucesso da banda fazendo dela uma das principais marcas do PANTERA: a agressividade.



Primeira formação do PanterA

Nada de Gloss nada de “Spandex”, nada que desse ao pantera uma aparência frágil.Terry glaze já não transmitia a imagem que a sonoridade filosófica do PANTERA precisava.Phill Anselmo , de apenas 19 anos na época, substituiu Terry,trazendo a firmeza agressiva, talvez um pouco exibicionista, mas necessária ao PANTERA.




“Eles sabiam, e eu também, em nosso primeiro ensaio... que eu nunca havia tocado em uma banda tão perfeita como o PANTERA”.


(Phill Anselmo)




A nova sonoridade do PANTERA logo atraiu a atenção da gravadora ATCA Records,Com a gravação de Comboys From Hell, o PANTERA fez sua entrada triunfal para a imortalidade na musica, entrando em turnê com o Suicidal Tendences e com o Exodus em 1990.






Os shows eram matadores, extremos, se houvesse alguém naqueles shows interessado em ficar parado e assistir, certamente este não sairia sem ao menos um nariz quebrado. O som era destruidor, a platéia destruidora...e abanda também era pois a destruição que faziam nos ônibus e camarins durante as turnês eram consideráveis hehe.


Farreando 24h por dia movidos a musica, bebida e mulheres, essa era a rotina do PANTERA, que não era diferente da vida de qualquer banda de metal que realmente esteja curtindo o que toca.


 
“Era uma espécie de bola de demolição imbatível. Era de fato mais do que incrível.”
(Zakk Wylde)

Uma das curiosidades do PANTERA, era o fato de serem uma banda em que se você não bebesse seria demitido( MESMO).Mas não se trata de “beber” civilizadamente, mas sim de se entupir de álcool numa quantidade cavalar. “ Blacktooth Grin” era a bebida favorita da banda e levava na receita Crown, Coca-Cola, Seagram 7 e mais coca cola, e o nome foi tirado de uma musica do Megadeth “Sweating Bullets”.





Zakk Wylde e Dime



todos do PANTERA estavam a quase todo momento chapados e Dime certamente era o mais bêbado deles, mas quando se esperava que eles não conseguissem tocar de tanto que haviam bebido, era ai que entravam no palco e faziam daquele, um  show memorável.Depois de tocar, beber era a segunda diversão da banda.


Em 1991 já caminhando na linha de frente das bandas de metal da época, o PANTERA lança o “Vulgar Displayer of Power”, que extrapolou as próprias fronteiras da banda , que conseguia se tornar mais extrema a cada passo dado, isso em meio a década de 90 em que a era de ouro do metal estava em decadência.Mais o PANTERA estava ali pra mostrar a todos que não era um fim, mas apenas o começo.


Em 1994 gravaram o “Far Beyond Driven”. A cada disco a banda se superava mostrando o peso que estavam adquirindo na estrada, e esse peso era nada mais do que o próprio reflexo do que o publico pedia cada show do PANTERA, fazendo com que os shows fossem mais e mais brutais. “Far beyond driven” não foi um Cd muito divulgado nas rádios e TV, mas mesmo assim estreou em primeiro lugar na lista da Billboard.



“Todas as revistas diziam: Sensação da noite para o dia, PANTERA! Demos duro 4 anos na estrada e 7 anos em boates antes disso.Foi uma época empolgante!”

(Vinnie Paul)

 



Phille Dime


 
Com certeza a entrada de Phill Anselmo para a banda, foi um dos fatores determinantes para o sucesso da banda. Mas com o tempo também foi o que levou o PANTERA a ir em direção ao fim.Phill se distanciava cada vez mais da banda, e ele próprio atribuía o comportamento instável a uma dor crônica na coluna , resultado dos anos de performances violentas no palco.Em 1995 o PanterA já havia alcançado proporções gigantescas, e o “Super –Homem” Phill já não conseguia ser o mesmo nos palcos.começou então uma caminhada rumo às drogas que pudessem o manter “ligado” , mas que só o faziam se distanciar da irmandade do PANTERA.A agressividade de Phill era imprevisível, e afastava tudo e todos que estivessem a sua volta, como uma bomba relógio.  A gravação de “Great Southern Trend Kill” , em 1996 , Phill gravou os vocais separados da banda. A banda se distanciava, e o som do PANTERA já não era mais o mesmo, pois não trazia a essência da união do PANTERA.No mesmo ano Phill teve uma overdose de heroína, que levou seu coração a parar de bater pó quase 5 minutos, mas graças a equipe medica conseguiram traze-lo de volta.Mesmo jurando que isso não aconteceria mais, phill teve outras recaídas , e o PANTERA nunca mais voltaria ao que era, levando a banda a ficar 4 anos sem gravar . “Reivented the Steel” podia trazer o som do PANTERA, mas não trazia a alma.Em 11 de setembro de 2001 interromperam a turnê devido aos atentados de 11 de setembro, e a partir de então não voltariam mais com o PANTERA aos palcos.


Phill Anselmo
Phill dizia que precisava descansar, mas pouco tempo depois estava na estrada com o Down (e ainda continua atualmente) ao lado de Rex Brown (que dos ex-membros é o único que prefere não se intrometer quando o assunto é a relação Clã Abbot e phill Anselmo). Dentro deste período em que Phill dizia estar tirando para “descansar” ele lança o “Superjoint ritual” e sai em turnê, lançando mais discos do Down... e assim continuamente deixando toda a vida ao lado do PANTERA de lado.Por um lado Phill diz que ninguém o procurou (mas ele também admite não ter procurado a banda...isso por 2 anos!) e de outro, produtores e os próprios Abbot dizem ter incansavelmente tentado falar com Phill.O Pantera era a família de Dime, e de tantas outras pessoas que acompanharam a banda, o fim de tudo isso acabou levando Dime à depressão.



 
Após dois terríveis anos parados, em 2003 os irmãos Abbot montam o Damageplan, lançando o primeiro e único álbum em 2004, o “New Faund Power”.Os fans queriam o
PANTERA, mas grandes músicos como eram não podiam ficar parados.



A relação entre Phill e o que restava do PANTERA estava tão insustentável, que na revista “Metalhammer” de dezembro de 2004 trazia a seguinte declaração “Dimebag deserves to be beaten severely” algo como “Dime merece ser punido severamente”.Phill até hoje tenta se justificar dizendo que o que ele disse não havia sido a serio, e que já tinham terminado a entrevista, mas segundo Vinnie Paul, existem fitas com a gravação das declarações de Phill e que elas não traziam nenhum tipo de tom de ironia.


 
E talvez esta declaração que tenha levado Nathan Gale (25 anos, ex fuzileiro) a subir no palco e disparar 5 tiros em Dimebag Darrel.

 

Em 8 de dezembro de 2004, o Damage Plan se preparava pra tocar em Collombus , Ohio, no que viria a ser inesperadamente o ultimo show da banda,e o ultimo show da vida de Dimebag Darrell Abbot.



Bastaram aproximadamente 10 segundos após o inicio do show para que cinco tiros tirassem a vida de um dos guitarristas mais revolucionários da história do metal.

 

“Nunca aconteceu nada assim, talvez Lennon.Mas lennon não foi assassinado no palco.Dime morreu no palco, isso é chocante demais!”



(Sccot Ian - Anthrax)


 
 
Apesar da tristeza o enterro de Darrel não foi uma celebração de morte, e sim um grande evento onde celebravam a vida de Dime , com direito a um discurso do mestre Eddye Van Halen ,e a guitarra “Van hallen II” (preta com listras amarelas) colocada no caixão de Darrel pelo próprio Eddye.



 “Foi incrível, mas foi como eu disse para a Rita ( namorada de Dime) e para meu pai, quando isso acabar seremos as três pessoas mais solitárias no mundo”.

(Vinnie Paul)


 
 
A sensação de solidão presente em cada fan que via dime como um verdadeiro ídolo é sentida até hoje. Mas essa sensação de irmandade foi consolidada sem duvidas nenhuma ao lado da história do PanterA.O Pantera até hoje arrebata fãs no mundo todo .Os fans Brasileiros pudram contar com a recente apresentação do ex-frontman Phill Anselmo com a participação do “Down” no festival SWU.


Fontes ( diálogos) : Documentário Behind the Music :- Pantera
                            Documentário: "Get-Thrash"
                             Arquivo pessoal

1 comentários: sobre WERE TAKING OVER THIS TOWN!Pantera do Começo ao fim

Gabriel disse...

Cara...
Demais isso...
Eu sou LOUCO, ALUCINADO POR DIMEBAG...
Me da uma mágoa tão grande em saber que nunca terei uma chance de ver ele na minha frente... =`(
Meu sonho agora é ir para Arlington - TX e visitar o túmulo dele.

Te amo Dime.

Gabriel Levy Montezuma

31 de julho de 2011 21:09

Postar um comentário para WERE TAKING OVER THIS TOWN!Pantera do Começo ao fim: